sábado, 1 de dezembro de 2007

Posts "Tranqüilos"?

A comunidade “Entrega Inter” q anteontem tinha 300 membros subiu ontem para 1500 membros. Acho q a previsão q fizeram de q a comu ateh o domingo chegaria aos mais de 5000 membros vai se concretizar...

Eu sinceramente nem sei pra quem eu escrevo isso td, pq pelo contador, apenas uma pessoa por dia acessa meu blog. Parece absurdo, mas eh verdade. Meu blog antigo q foi trancado hj ainda tm mais visitantes do q este atual. Aliás, o template antigo não tinha nada a ver com esse, mas é de propósito mesmo, pq eu keria desvincular akela imagem q eu tinha antes pra ver como seria uma entrada em SP mais tranquila, por ironia do destino eu soh acabei conseguindo as coisas mais fortes nessa nova fase justamente qd eu entrei nakele meu jeito antigo (com força e raiva), em vez da tal forma tranqüila q eu kis experimentar.

Falando nisso, acho q não vai ser necessário um BP, pelo menos por enquanto.

Kd os visitantes? Tow sentindo falta. As vezes da vontade de chamar o pessoal dos perfis antigos, blogs antigos e toda akela “polêmica” toda q fazia parte de mim, mas eu insisto em permanecer quase q alienado de td aki em SP e experimentando um gosto do abismo. E meu blog reflete isso. Esse perfil vazio, com poucas informações, posts mais “tranqüilos” e quase ngm visitando eh a prova disso.

...

Vou mudar um poko a conduta deste post, aproveitando o assunto q entrei ali em cima. Ultimamente ando com mania de ver posts antigos meus, ateh pra ter uma noção da tristeza q eu já senti e da podreira q jah se resumiu situações passadas q até hj insistem em aparecer de vez em quando.

Andei pensando q eu poderia participar do programa da Luciana Jimenez. É serio! Eu sei q sim. Sei pq já vi cada reportagem lah, de assuntos polêmicos, onde as pessoas tinham mt menos informações e habilidade de se expressar e expor os seus problemas do q eu. Eu cheguei num ponto na net q acumulei anos e anos de informações, posts, idéias, contatos e situações q foram se registrando e formaram um acervo sobre a discriminação q eu sofri. Me tornei como um representante. Eu já fui convidado para participar de reportagens de jornais locais, mas eu não kis pq não keria expor minha imagem, pq aquilo só iria me prejudicar. Mas, se eu mandasse um relato do meu acervo a Rede TV, eu sei q seria convidado para participar do programa. Ainda mais naquele programa q vive dando voz a assuntos polêmicos e pouco discutidos por serem meio q “proibidos”... Eu iria falar de algo q NUNKA foi falado abertamente em lugar nenhum.

Mas, eu não quero. E nem posso mais. Apesar de ainda sofrer com td isso, as coisas q compensam acabam anulando o sofrimento. E inclusive as reclamações. Eu não poderia mais representar minha “classe” em um programa reclamando de sofrer por ngm gostar de mim do jeito q eu sou, pq eu tenho atualmente uma guria kerendo namorar cmg, em uma situação em q estamos praticamente acertados (de novo), uma outra q me procura pq diz estar apaixonada por mim (mesmo sendo vagabunda) e no finde passado uma patyzinha ficou cmg numa festa dizendo q eu era lindo. São 3 casos, num universo de milhares e ateh milhões de pessoas q me acham horrível, mas elas existem e o carinho q me dão compensa isso, e nem me dá argumento pra reclamar como antes eu tinha q fazer.

Mesmo na fase antiga, eu não podia reclamar mais, pq mesmo não tendo nenhuma guria q kizesse algo serio cmg, tinha um monte a fim de me bjar, e eu acabava pegando um monte (um monte, em relação a minha situação), de td q eh tipow, de um jeito ou de outro...

Olha aí o texto q estava lendo, escrito antes de 2007, q me motivou a escrever este post:

” As vezes eu sinto pena de kras mto feios q existem por ai.. São sempre isolados, passam a vida inteira sem mulher, sofrem piadas o tempo todo das mulheres bonitas e feias, e são humilhados pelos kras q podem pega-las Ex.: no meu serviço tem um faxineiro.. ele mora lah.. ele mora sozinho.. sem ngm, ele não tem mulher, filhos, nada.. Todos abandonaram ele.. Certamente, nunk deve ter aparecido uma mulher na vida dele, nem munk vai aparecer... A vida dele eh humilhante assim.. Eu as vezes sinto pena dele, mas perai, eu sou identico a ele,.. Pow, a minha realidade eh exatamente assim.. e sei q vai ser assim pro resto da vida... e sei q toda pessoa q me vew por ai sabe q eh assim, pois basta olhar pra mim e pra a minha feiúra monumental... Pro resto da minha vida vai ser assim, isso eh triste, mt triste. Uma coisa q eu nunk entendi: pq os homens mt feios não tem voz? Parece q aceitam a isolação, não gritam, não aparecem, não fazem a sociedade engolir a tragédia q cria à eles (ou melhor, nós). Eu acho q sou o único q faço isso.. Sou como uma voz solitária representando a nação dos mt feios.. Mas, a maioria nem tah ai pra isso, pq acham q devem sofrer, por ser inferiores.... As mulheres feias conseguem td, pq elas tem atributos q os homens não tem... Amigas, manhas, espertezas... Mas, a maior de todas estah no meio das suas pernas... As mulheres tem o sexo... Elas tem isso a oferecer... Por mais feias q sejam, elas podem pegar homens em troka de sexo, ou mesmo em troka da possibilidade do acontecimento.. Os homens? Coitados, eles não tem nada.. O maximo q podem ter eh o dinheiro.. Q eh falso, pq o dinheiro não faz parte de nós.. A vagina faz parte da mulher, eh dela.. O dinheiro não eh nosso, ele eh exterior.. Ele não faz parte de mim. Poucas vezes vi algum "mto feio" na net, pra falar a verdade nem lembro.. Os mt feios não aparecem em evidencia. Sempre são excluídos da sociedade, condenados ao isolamento, viram mendigos, bêbados perambulantes das ruas, geralmente são abandoados por todos e moram sozinhos, enfim td q se identifica cmg Encontrar com algum.. Vejo alguns à noite... vejo no centro... vejo no entorno de lugares depressivos.. Vejo as vezes ao lado dos sangues derramados nas ruas, em suicídios... Vejo em parkes, pracinhas, sozinhos, sendo ridicularizados por mulheres e homens q estão lah. As vezes, vejo no espelho tb... Ou mesmo no semblante das pessoas q me excluem e riem de mim.. Nas sobrancelhas espremidas, pelo desgosto e nojo ao me olhar Apesar de vê-los, eles não existem.. Eles imaginam q devem sofrer, q eles são os culpados por existirem.. Apenas eu tenho noção de q não sou culpado de nada. Só vejo a minha voz solitária em meio a multidão de pessoas bonitas tentando me excluir e mostrar q o mundo foi feito para elas, e não para mim. Ateh qd terei voz? Serah q erro em ter nascido horrível? Ou serah q erro em ter nascido homem?”

Impressionante não? Quase chocante, com a minha realidade atual. Eu chego a pensar q o q vivo hj eh quase o paraíso comparado com dias q jah vivi. Não eh por menos. Na verdade, de tanto q andei lendo posts antigos nesses dias, notei q eu soh comecei a mudar meu humor e começar a me sentir “satisfeito” depois do primeiro dia em q bjei uma guria numa festa, q foi logo depois deste post, em janeiro de 2007. Eu passei a sentir como se tivesse conkistado algo irreversível, onde td q pudesse acontecer de ruim, não iria ultrapassar o meu feito, e isto ateh me deu forças pra ir mais adiante. O outro acontecimento q mudou drasticamente a minha vida foi qd fikei com uma guria no Tere, 3 meses depois. Ali foi como o segundo marco, como se fosse a firmação de uma marca q jah havia sido demarcada, só faltava então, a fixação dela na terra.
E o q levou a fixar esse marco na terra para a vida toda foi a repetição de fatos parecidos nos meses seguintes. Os 2 fatos foram os q fizeram o marco na minha vida, mas esse marco só foi fixado com a repetição de outras conkistas nos meses seguintes. Isolados, eles não conseguiriam ser fixados. Porém, com a sucedência de conkistas, eles foram fixados e se tornaram marcos isolados na minha vida, q dividiram ela em “antes-deles” e “depois-deles”.

Isso eh visível observando os pots no meu blog antes e depois destes 2 marcos, é bastante claro a minha mudança de humor e de satisfação com as situações e com as pessoas.

E tenho a ctz de repetir o q sempre achei. É perfeitamente lógico o meu humor antes e depois dos marcos.


PS: tanto falei, q acabei fazendo um post conciliando tranqüilidade com polêmica rsssssss O blog estava tão calmo q era praticamente virgem rsrsrsrs Digamos q hj eu batizei ele... hehe

3 comentários:

Ligia disse...

Oie tudo bem????
Nossa, vc realmente anda calmo né. Posso dar um palpite?! Pára de ficar vendo coisas do passado, de ficar lendo coisas do passado. Pensa mais no seu futuro.

PS: pensa no seu presente e pára com essa putaria (vc entendeu o q kis dizer né...rs)
Bjinhos se cuida!!!!!!!!

Anônimo disse...

é impressionante como vc continua o mesmo...
hein???
diz que é feio mas fica com um monte de minas por aí....

heheheheheh
eu não consigo te entender...

bjus bjus e bjus

Anônimo disse...

tu tá pegando todas rapaz!!!!!!!!!!!!
não pensa mais no teu passado...
isso já passou.

vc é uma pessoa maravilhosa
que eu tive a sorte de ter
um pouco do meu lado.......

te adoro muito ...se cuida
obs:não vou me identificar aqui por motivos de segurança...
heheheheheh

eu sempre penso em vc....