sábado, 28 de novembro de 2015

Enéias

Olha só... trecho q eu tava lendo da Super Interessante de 2002...

"Em vez de culpar o sistema político, o que deve ser questionado é a ressurreição do fenômeno Enéas. Em 1989, quando todos nós descobrimos qual era o nome dele, o então candidato à presidência recebeu 360 561 votos. Nas eleições de 1994, disputando o mesmo cargo, ele foi o escolhido por 4,6 milhões de eleitores.
Entre as propostas mais notórias do Prona para o país estão romper com organismos como a Organização Mundial do Comércio e o Fundo Monetário Internacional e triplicar o efetivo das Forças Armadas.
Outras preocupações são a defesa da ordem, da moral e dos bons costumes, causas que sempre tiveram apelo considerável entre o eleitorado conservador paulista.
Quem votou no Prona deu seu aval a um projeto conservador, militarista e moralista, que em alguns trechos repete os fascistas da primeira metade do século XX."


SuperInteressante - O perigo real de Enéas

Note q vários comentários apoiadores do conservadorismo paulista/brasileiro são de apenas meses atrás...

2016

O Brasil não muda mesmo...

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Desciclopédia sobre Facebook

Feriadão.... Tempo de sobra.... a quanto tempo eu keria enxergar vc....

Conforme registrado no post Facebook e a Regra da Conveniência , essa constatação foi feita por mim, a 2 anos atrás....

“Os critérios usados para remover imagens não são os únicos criticados por internautas. Para Fábio Araújo, administrador do site humorístico Desciclopédia, cuja página no Facebook já foi retirada do ar duas vezes, a rede social costuma deletar postagens sem analisá-las, apenas com base no número de denúncias recebidas.
Se a grande maioria não gosta do seu tipo de humor, os dirigentes da rede social vão calar você, diz Araújo. Existem páginas com menos seguidores que a da Desciclopédia, mas com o mesmo tipo de humor, que permanecem ativas.”


Folha - Usuários tentam reverter censura a mamilos no Facebook

Recentemente, apareceu outra reportagem sobre o mesmo assunto...

G1 - Guerra de páginas traz debate sobre como Facebook decide o que sai do ar

“Debate” ... kkkkkkkk

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

A Zumbilândia Humana

4 meses sem postar... É a falta de tempo.... Apesar de não escrever no blog... eu ando escrevendo mt nos meus poucos projetos online q sobraram, como a coletânea de documentários, a página comportamental humana e, raramente, em fóruns científicos e políticos no facebook.... Eu tb tenho escrito mt pra coisas acadêmicas em geral..... o q significa q eu ainda sei escrever....

Por outro lado tenho piorado mt minha escrita ultimamente... tenho piorado em diversos aspectos cognitivos pq meus dias tem sido mt cansativos e a maioria das minhas tarefas tem sido burocráticas... digamos q eu me sinto apto a ser um participante do Resident Evil....

Eu tb tenho perdido, gradativamente, o habito de digitar em “internetês”... ou ainda... nos resquícios do “miguxês”..... isso não tem tanto a ver com questões acadêmicas ou formais.. eh a internet q se perdeu nesse habito....a net esta cada vez mais formal, enlatada e enjoada..... Eu tenho um desanimo maior cada vez q eu entro aqui... eu sempre acho q já cheguei no limite.. q a não há mais por onde piorar... mas, não......

Eu não tenho mais nada a falar da minha rotina.... Não enxergo interações humanas em 80% do meu alcance de vista...E isso vale pra todos q se encaixam nesse 80%...E isso eh uma constante biológica... Na net, td q existe eh fora do meu contexto.... Quase tudo aquilo q existe na internet, q não foi engarrafado ou comprado, constitui-se de imaginação, individualismo, narração de histórias fictícias por entretenimento e afins....

De vez em qd eu faço alguns testes virtuais por diversão... ou só pra acrescentar nas coletâneas do q eu já analisei e demonstrei.... Não há mais nada que eu queira deduzir... Tudo o q eu analisei sobre comportamento humano durante alguns anos ocorre da maneira mais pragmática e previsível... Tudo q vai acontecer eu já sei antes de acontecer...

Eh possível prever qualquer comportamento humano a partir de probabilidades.... No futuro isso se tornará uma realidade..... Qd esse dia realmente chegar, esse meu post vai ser a prova da minha afirmação.... Mas, esse dia ainda vai demorar décadas pra acontecer...

Apesar de eu não ver motivos para a sensibilidade humana, estranhamente eu tenho tido mt curiosidade e motivação por conhecimento cientifico.. de modo q sempre arranjo algum assunto pra descobrir mais... e aumentar a minha coletânea de documentários, notícias e artigos científicos... Eu vou acabar criando uma mini-enciclopédia no meu banco de dados... se eh q jah não tenho...

Eu continuo sofrendo ameaças pelos lugares onde passo... Semanalmente... e as vezes até diariamente... Eu não sei como consegui estar vivo até o dia de hj.... Eh algo altamente absurdo.... A minha presença incomoda mta gente....e mesmo assim.. eu não consigo ficar parado.... minha rotina eh invadir o espaço alheio...


No final de setembro ocorreram fatos corriqueiros no Rock in Rio... Eu li uma crônica que retrata tao bem a realidade brasileira que, mais uma vez, vou ter q valorizar aqui no blog...

"Minha amiga anda revoltada este ano. Vive também xingando políticos em redes sociais. Ela é fina. Ela é educada. Ela faz Yoga mas não cumprimenta o porteiro.
Reclamam de tudo; do preço do dólar, dos juros, dos impostos, da crise. No Rock in Rio, sorriem, fazem selfies com smarphones, compram bonés de 197 reais e lama da primeira edição do festival.
Na volta, enfrentam fila para o transporte — nada que um morador da periferia não enfrente todos os dias — e volta a ficar revoltado. Começam a comentar, enquanto esperam nas filas, que nas próximas eleições irão votar naquele canditado também revoltado, que diz que "bandido bom é bandido morto." Horas antes, haviam cantado em uníssono: "Se a gente não parasse mais de se amar, de sonhar e de viver." — o hino oficial do Rock in Rio.
É urgente entender o que está acontecendo com a opinião pública em 2015. Educada, fina... e intolerante, preconceituosa e misógina. Para evitar que se estabeleça de vez ser normal a violência contra as minorias."


G1 - Plateia, mostra a sua cara